quinta-feira, setembro 07, 2017

DAMPYR PODE VOLTAR A SER PUBLICADO NO BRASIL


DAMPYR

A série Dampyr se diferencia das produções da editora Bonelli pela forte ideia de continuidade, completamente do oposto que ao que vemos em Dylan Dog ou Tex. Mesmo que exista uma ou outra história solta, a regra é o entrelaçamento da trama. Outro detalhe interessante são as referências históricas e geográficas que dão mais realidade a narrativa como o envolvimento de Kurjak com a Guerra na Bósnia na década de 1990, ou mesmo o aparecimento de pessoas reais como o piloto polonês Godwin Brumowski ou o gangster Bugsy Siege. Outro diferencial na série é a passagem do tempo: em geral um ano, na realidade, corresponde a um ano (12 edições) nos quadrinhos.



Por tudo o que foi falado acima esta é uma série que não podia ser ignorada pelas editoras brasileiras. Infelizmente apenas as 12 primeiras edições foram publicadas pela Editora Mythos entre setembro de 2004 e agosto de 2005. Na Itália já passou da edição número 200. Ou seja, tem bastante coisa para ser publicada sem se preocupar em alcançar o original. Aliás, se alguma editora daqui optar por lançar a edição impressa de Dampyr, sendo lançada uma edição por mês, dificilmente os leitores com mais de 40 anos conseguiriam ler tudo que foi publicado na Itália.



Uma boa opção para resolver esse problema seria criar uma plataforma digital com todo o material editado pela Bonelli (que são milhares, somando todos os títulos) e anualmente lançar edições impressas de luxo.



O PERSONAGEM

Harlan Draka, nascido em 1945 em uma pequena aldeia perdeu a mãe, que morreu no parto, e quase sem nunca ter visto seu pai, cresceu assombrado pela má reputação de ser o filho de uma bruxa. Uma vez crescido, passa a andar errante por diversos países em busca dos Mestres da Noite, uma raça de super vampiros que assombra o nosso mundo e a procurar pelo seu pai, dedicando sua vida à destruição deles, acompanhado pelos fiéis companheiros Kurjak e Tesla, e com a ajuda financeira e moral de Caleb Lost.



OS PODERES DE DAMPYR

A principal característica do Dampyr é o seu sangue, venenoso para os Mestres da Noite e vampiros, e se colocado em contato com as balas e facas, tornam-se letais para os mortos-vivos! Dampyr é capaz de detectar a presença de um Mestre da Noite em uma área específica. Quando ferido, é capaz de se regenerar mais rápido do que o normal. Harlan provou ser capaz, ocasionalmente, de hipnotizar alguns mortos-vivos para se comunicar com o Mestre que os controla. Ao beber o sangue de seus inimigos, Dampyr pode adquirir o conhecimento do vampiro. A quantidade de conhecimento adquirido depende da quantidade de fluido bebido. Outros poderes são revelados no decorrer da série.



Apesar de ter nascido após a Segunda Guerra Mundial, e tem, portanto, mais de sessenta anos, Harlan aparenta no máximo 30. Seu sangue misto retarda o envelhecimento.



PERSONAGENS E AMIGOS

Logo na primeira edição vemos o início de uma grande amizade entre Harlan, Kurjak e Tesla.

Emil Kurjak se alia ao Dampyr quando sua aldeia e seus soldados são mortos por um bando de vampiros a mando do mestre Gorka. Tesla Dubcek é uma vampira recém-transformada pelo bando de Gorka, mas que se rebela e se junta a Harlan em sua vingança. A relação de Tesla com Kurjak é conturbada no início, mas logo ambos passam a confiar um no outro. Ambos personagens se tornam aliados de Harlan em sua cruzada contra os vampiros. Outros personagens se tornam amigos e aliados do Dampyr, mas é a amizade dos três que se sobressai.



Emil Kurjak, é engenheiro e soldado, comandante de um pequeno grupo, filho de uma família de guerreiros das montanhas. Durante as guerras dos Balcãs, onde perde sua esposa e filho, torna-se um soldado perfeito, mas, ocasionalmente, atormentado por escrúpulos de consciência. Quando estava na aldeia de Yorvolak, seus soldados foram atacados e massacrados pelos vampiros de do Mestre da Noite. Ciente de sua existência, passa a acompanhar Harlan em sua missão, tornando-se se melhor amigo. Com seu domínio de armas e meios de transporte torna-se especialmente útil quando as coisas ficam difíceis. Impetuoso, teimoso, pragmático, firme como uma rocha e fiel até a morte. É também ávido leitor de romances de aventura, e não raro dá seu sangue por Tesla.



Tesla Dubcek, uma jovem alemã de orígem tcheca. Fazia parte de um grupo revolucionário, mas depois de ser capturada pela policia em Berlim, foi transformada em vampiro por Gorka, o Mestre da Noite. O encontro com Harlan, que defende os soldados de Kurjak, desperta nela sua humanidade, fazendo-a se rebelar contra Gorka e depois se juntar a Harlan em sua vingança, negando sua raça. Sua agilidade e força física a torna letal contra adversários humanos ou não. O aspecto psicológico de Tesla é particularmente interessante: secretamente apaixonada por Harlan, cujo sangue, no entanto, é o seu veneno, Tesla, muitas vezes se arrepende de sua humanidade passada, e isso expõe seu humor, às vezes, com momentos de melancolia e repulsa por aquilo que ela se tornou. Por algum tempo teve um romance com Kurjak.



Caleb Lost – É da raça dos Amesha (seres de luz, na base das lendas sobre os anjos). Caleb é agente operacional do Bene Club, em Praga. Alto e pálido (baseado na figura de David Bowie). Lidera uma batalha eterna, desde a época das Cruzadas, contra os Mestres da Noite. Sua sede de operação é o Teatro dos Passos Perdidos, localizado na Verlorene Gasse (Lost Highway) em Praga. Ele tem muitos informantes espalhados pelo mundo, e é graças as suas informações que Harlan, Tesla e Kurjak realizam suas caçadas aos Mestres, onde Caleb não pode agir pessoalmente.



Dampyr é publicado na Sérvia (Veseli Cetvrtak), Turquia (Oglak), Grécia (Jemma Press), Eslovénia (Grafart), Finlândia (Banana Artic), Croácia (Faixa de agente), França (Claire de Lune), Alemanha (Kult Editionen) , Espanha (Aleta Ediciones). Chegou a ser publicado no Brasil e Estados Unidos (neste último caso, a publicação foi interrompida no n º 8).



Conversas de bastidores dão conta de que possivelmente DAMPYR volte a ser editado no Brasil. Eu mesmo tenho muita vontade de lançar uma revista do personagem em edições especiais de luxo, em formato especial e capa dura. Para isso é preciso primeiro um trabalho de divulgação do título, levando as histórias de Dampyr para o maior número de leitores possíveis e depois fazendo um levantamento se realmente seria viável arcar com as despesas de uma edição impressa.



Então, se você é fã de Dampyr e apoiaria uma edição impressa, deixe aqui o seu comentário.


2 comentários:

  1. Sim, acho que é importante que existam publicações não só de Dampyr, como de outros materiais também, porque muita gente acha que quadrinhos são só super-heróis, Disney, infantis e mangás. É importante diversificar as escolhas. Penso que um trabalho como esse deveria ser feito inicialmente junto a um público que já tivesse algum conhecimento do personagem ou da editora dele, a Bonelli, e depois ir expandindo para o grande público. Acho que o planejamento é essencial em um caso desses, para que a publicação não fracasse e todo mundo acabe pensando que é inviável a publicação desse tipo de material no Brasil. Uma iniciativa junto com a Confraria Bonelli (http://texwillerblog.com/wordpress/?p=73201) poderia ajudar.

    ResponderExcluir
  2. Interessante o texto, PC. Vou ler as edições e postar aqui sobre o que achei. A principio parece excelente.

    ResponderExcluir