sexta-feira, abril 21, 2017

TRADUÇÕES HQ POINT


DIA-D VOLUME 16
"A ESTRELA BRANCA"
Tradução e letras: PC Castilho

DOWNLOAD


DIVULGAÇÃO



SAIU NOS JORNAIS

(em data identificável - 1987)

BATEU UMA SAUDADE DANADA

Jotabê Medeiros



Quem não se lembra da Turma do Pererê? O sacizinho de Ziraldo está de volta, como um clássico, a partir de amanhã, na última página do Caderno 2

A bíblia dos desenhistas e artistas gráficos na metade do século, a revista suíça Graphis, em 1969, dedicou oito páginas a um obscuro desenhista brasileiro chamado Ziraldo. A reportagem da Graphis começava assim: “Ziraldo Alves Pinto was born in Caratinga...”. Na época, Ziraldo brincou: “Caratinga nunca poderia imaginar que alguém was born lá”.



Muitos altos e baixos depois daquela homenagem e de um primeiro prêmio no Salão Internacional de Caricatura de Bruxelas (o mais baixo dos baixos foi uma tumultuada passagem pela presidência da Funarte), o cidadão Ziraldo ainda não conseguiu ofuscar o brilhantismo do artista Ziraldo, um dos traços mais fortes e personalizados do desenho nacional. O protagonista da primeira revista de quadrinhos brasileira continua em forma. O Pererê, também. Nas bancas desde que foi lançado pela editora O Cruzeiro em 1960, o sacizinho de Ziraldo surgiu no embalo da bossa-nova, do Cinema Novo e do rock’n’roll, deixando sua marca como um surpreendente libelo ecológico (longe do populismo crônico do industrial Maurício de Souza).



O estilo de Ziraldo é inconfundível, ninguém passa batido por suas charges ternas, seus cartazes deslumbrantes ou mesmo seus logotipos simples e coloridos (inesquecíveis o canarinho da Seleção e o galinho do extinto Festival da Canção). Meio afastado das histórias – os últimos trabalhos de Ziraldo foram charges no Jornal do Brasil, no Pasquim, na revista Cláudia (palco da gozadíssima Supermãe) e na Playboy (covil do bem-dotado Mineirinho) – o desenhista acaba de atacar na literatura infanto-juvenil, com o romance Vito Grandam, lançado pela editora Globo. Continua pintando e bordando, só que com menos intensidade.



Vez em quando, no entanto, bate uma saudade danada da ingenuidade e despretensão do Pererê, primeiro grande sucesso de Ziraldo (surgido antes mesmo de Jeremias, O Bom), que teve aquela edição pioneira que só nossos tios leram e às vezes aparecia nos livros paradidáticos num quadro único que ressuscitou magistralmente em 1976, num esforço da editora Abril. Não durou muito, mas o suficiente para meia dúzia de almanaques deliciosos, hipercoloridos, circular pelas sessões de trocas de gibis.

Descontando a xenofobia gigante da primeira fase, o Pererê tem méritos indiscutíveis. Foi o primeiro grupo de personagens não-realistas, despreocupados com um certo naturalismo estético, a surgir no mundo das HQ nacionais. Figurinhas de olhos vazios, sempre com expressões de profunda compreensão ou de astúcia matuta, Turma do Pererê é um retrato cativante e simples de alma brasileira, uma espécie de Macunaíma com alguns escrúpulos e muito otimismo. O Caderno 2 publica, a partir de amanhã, duas histórias-chave do Pererê: O Mistério da Tanga Desaparecida (de1961) e A Surpresa (1963). O Mistério saiu no número 8 da revista do Pererê, numa época em que fazia grande sucesso na televisão a série do detetive chinês Charlie Chan e seu atrapalhado filho japonês, o 114 (que tinha uma versão brasileira em quadrinhos publicada em O Cruzeiro). Nessa aventura, Ziraldo os utiliza como convidados especiais.



A segunda história, A Surpresa, é uma antevisão do alvoroço militar que precedeu o golpe de 1964, com uma ponta de cinismo de Ziraldo. Mostra a onça Galileu às voltas com dois compadres caçadores de onça, Tonico e o seo Neném, que alimentam o sonho eterno de pendurar a pela da dita na sala da fazenda. São dois esboços pioneirissimos, antecipando uma reedição que está para sair pela editora Globo no ano que vem, mostrando toda a primeira fase do Pererê.

É uma turminha grande. O anfitrião, Pererê, pretíssimo, é o personagem mais estável, sempre com a cabeça no lugar (embora não se possa dizer o mesmo de sua perna), atitudes ponderadas e sábias; o indiozinho Tininim, um bravo guerreiro da tribo dos Parakatokas, cujo nome foi emprestado de um burguezinho Txucarramãe e significa também uma homenagem ao jornalista Ettienne Filho; o macaco Alan, um macaco calmo, equilibrado, meio canastrão (o nome é uma homenagem a Alan Viggiano, um especialista em Guimarães Rosa); a onça Galileu, ladina, esperta, sortuda, totalmente canastrona; o jaboti Moacir, funcionário dos Correios, serviçal, que gosta de ser chamado de Mensageiro, e usa um chapéu de Mercúrio na cabeça, com as duas asas da “velocidade”; Compadre Tonico, um próspero fazendeiro que tem uma bela propriedade ao lado da Mata do Fundão, eterno perseguidor da onça Galileu, que só não apela para a violência porque acha que “uma onça tem que ser agarrada com arte”; a Boneca de Piche, namorada do saci, uma mistura de jaboticaba madura com boneca de feira livre, graciosa nas suas tranças, e a indiazinha Tuiuiú, a parceira do Tininim, uma canção onomatopaica marrom e sedutora.



As histórias misturam a imaginação das crianças urbanas e seus brinquedos típicos com a mitologia caipira, matuta, do interior e do campo. O redemoinho do saci tem bicicleta, lata de biscoitos, fusquinha a pilha, biloquê. Na fronteira entre a Mata do Fundão e o mundo exterior pode pintar de tudo: circo, caravana de cigano, vendedor de enciclopédia. Os animais brincavam de xerife, de conjunto musical, de fazer bolha de sabão. Mas o universo da Turma do Pererê é um santuário que pode transitar entre os dois mundos sem ser alvejado por suas impurezas. É uma traquinagem sem esparadrapo no joelho.



ZIRALDO


A TURMA DO PERERÊ
TINININ, O GALÃ

DOWNLOAD


PACOTES GRAFIPAR


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD



DOWNLOAD



DOWNLOAD

MÁGICO VENTO #91


DOWNLOAD


KEN PARKER 16


DOWNLOAD


EUREKA #2


EUREKA #2
Editora Vecchi

DOWNLOAD


X-MEN WIDESCREEN


DOWNLOAD


DOWNLOAD

REVISTA DO OTA


DOWNLOAD

TURMA DA MÔNICA - CLÁSSICOS DO CINEMA #25


DOWNLOAD


SERPIERI - DRUUNA


ANIMA DRUUNA
SERPIERI

DOWNLOAD


TRADUÇÕES HQ POINT - CONTATO 1 DE 6


CONTROLE
Volume 1
Tradução e letras: PC Castilho

DOWNLOAD


COLEÇÃO MINIATURAS MARVEL #82


COLEÇÃO MINIATURAS MARVEL N.82

DOWNLOAD

Pacote 1
Edições 2 ao 6
DOWNLOAD

Pacote 2
Edições 7 a 11
DOWNLOAD

Pacote 3
Edições 13-16 e 20
DOWNLOAD

Pacote 4
Edições 21 a 25
DOWNLOAD

Pacote 5
26 a 30
DOWNLOAD

Pacote 6
Edições 31, 32, 36, 40, 45
DOWNLOAD

Pacote 7
Edições 47-50 e58
DOWNLOAD

Pacote 8
Edições 62, 67 + encarte
DOWNLOAD

GRAFIPAR


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD

QUADRINHOS ERÓTICOS - GRAFIPAR


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD


DOWNLOAD